Semana da Mulher é marcada por mobilização em prol da doação de sangue

No Banco de Sangue de Sertãozinho, a Semana da Mulher tem sido marcada por emoção e lindos exemplos.

Para homenagear suas doadoras, a instituição organizou uma recepção diferenciada na segunda-feira, 08, Dia Internacional da Mulher, que contou com a presença de um violinista, decoração e café da manhã especiais. Tudo conforme as orientações sanitárias de prevenção à Covid-19. Cada doadora ganhou uma rosa como agradecimento por sua ação solidária.

Dentre as tantas histórias de doadoras que passaram pelo Banco de Sangue naquele dia, um dos destaques foi para um momento vivenciado entre mãe e filha – elas decidiram doar juntas. De um lado, Santa Maria Oliveira, doadora há mais de 20 anos. Do outro lado, Yasmin Oliveira Chagas, 17 anos de idade e realizando sua primeira doação de sangue. “Em sempre doei sangue e tenho outras duas filhas doadoras também. Hoje foi a vez da Yasmin, que se interessou em doar pela primeira vez, e eu incentivei, porque é um ato que nos faz tão bem! É tão bom saber que estamos ajudando alguém”, declarou Santa.

Alguns homens também compareceram para doar sangue no Dia Internacional da Mulher. Até o violinista se rendeu à iniciativa. “Eu senti uma emoção tão forte quando comecei a tocar dentro da sala de coleta, pois eu sou doador, mas havia três anos que estava sem doar sangue. Então, perguntei se eu poderia doar, passei pela triagem, fui aprovado e também estou deixando minha contribuição para alguma pessoa que precisar”, comentou o músico Fernando Chagas Corrêa.

Já dona Rosalina, quase assumiu uma vaga de captadora no Banco de Sangue. Enquanto aguardava para realizar sua doação, ela pegou o celular e começou a ligar para várias pessoas da família doarem também. “Estou ligando para todos. Não custa nada vir aqui doar; é tão rápido”, disse.

Dona Rosalina registra sua doação de sangue no Dia Internacional da Mulher
Crédito: GH Comunicação

Durante os dias seguintes, o fluxo de doadoras foi intenso na instituição, que registrou até a quinta-feira, 11, as doações de 62 mulheres, embora 77 tenham comparecido com o mesmo intento. E dentre elas, mais uma história chamou a atenção: a da doadora Ana Célia Azevedo de Lima Oliveira, que comemorou seu aniversário doando sangue.

Além das doações espontâneas, é preciso destacar a parceria com a Irmandade Missionária Unida de Sertãozinho – Comunidade Ágape, que mobilizou várias mulheres de seu núcleo a comparecerem para doação nesta Semana da Mulher.

Para doar sangue, basta comparecer ao Banco de Sangue de Sertãozinho e apresentar RG. O horário de funcionamento foi ampliado desde o final do ano passado: de segunda a sexta-feira, das 7h às 13h e das 14h às 17h, e aos sábados, das 7h às 13h.

O Banco de Sangue de Sertãozinho fica à rua Epitácio Pessoa, 1.401 – Centro. O local segue todas as normas sanitárias contra a Covid-19 para atendimento aos doadores, incluindo o distanciamento físico e o uso obrigatório de máscara e álcool em gel.
Dúvidas sobre a doação podem ser esclarecidas no site (bssdoesangue.com.br) ou nas redes sociais da instituição (Facebook e Instagram – @bssdoesangue).

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

Eu aceito a Política de Privacidade