Banco de Sangue de Sertãozinho estende horário para realização de coleta sanguínea

Agora, suas doações podem ser feitas também no horário de almoço, de segunda à sábado, das 07 às 13h  

Já teve vontade de doar sangue, mas não teve oportunidade devido aos compromissos de trabalho? Agora esse não será mais um empecilho para você que quer ajudar a salvar outras vidas, mas não pode perder um dia de serviço. Isso porque, para atender uma parcela maior da população e aumentar o número de doadores, o Banco de Sangue da cidade ampliou o seu horário de funcionamento para doações. Isso mesmo, agora o BSS está realizando coletas sanguíneas de segunda à sábado, das 07 às 13h. “A doação de sangue não pode parar nunca e percebemos que muitas pessoas não vinham doar, pois não podiam faltar ou se atrasar para o trabalho, foi aí que decidimos ampliar nosso atendimento em uma hora atendendo essa parcela da população durante seu horário de almoço, assim o trabalho não fica prejudicado e o doador consegue realizar essa boa ação, contribuindo para salvar vidas”, contou a Diretora do Banco de Sangue de Sertãozinho, Rita de Cássia Lopes Pacca.

É importante lembrar que com a pandemia de coronavírus, devido ao medo, muitos doadores deixaram de comparecer, mas os estoques de bolsas de sangue devem sempre ficar em níveis seguros e, para isso, as doações têm que continuar. O BSS está funcionando normalmente e faz um apelo à população para que continue doando, afinal, sua doação é essencial à vida. Hoje seu sangue pode salvar a vida de um estranho, mas amanhã a sua vida é que pode ser salva por outra doação.

O BSS está seguindo todos os protocolos de segurança para minimizar os riscos de contágio como distanciamento de cadeiras na sala de espera e coleta, poucos doadores por hora, não há contato físico entre as pessoas, somente entre o profissional da coleta e o doador, sendo que ambos passam por higienização das mãos para que isso aconteça.

Para doar a pessoa precisa estar bem de saúde, ter mais que 50Kg, não estar em jejum, ter entre 18 e 69 anos (entre 16 e 17 anos apenas com a presença e autorização do responsável legal). Outros requisitos são avaliados individualmente durante a triagem.

Além de ajudar a salvar vidas, o doador recebe os resultados de exames como Sífilis, Hepatite B, Hepatite C, HTLV, HIV e Doença de Chagas gratuitamente. (J.C. Comunicação e Assessoria de Imprensa)

Adicionar Comentário

Seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *